Av. Tupassi, 979 - Jd Paraná - Assis Chateaubriand - PR
Agrícola (44) 3528-5242 / Indústria (44) 3528-5249
Você está em: Página Inicial > Notícias > Conteúdo da Notícia
Canal Rural - Uol | 17/12/2020 - 08:30
John Deere e Claro criam serviço de conectividade rural a R$ 20 por hectare/ano
Em iniciativa inédita no mercado brasileiro, Campo Conectado traz investimentos em infraestrutura de telecomunicações para agricultura 5.0, necessária para a tomada de decisões em tempo real

A Claro e a John Deere anunciam colaboração para levar efetivamente a agricultura 5.0 ao campo brasileiro, a partir de modelo inédito no qual o produtor não precisa fazer investimentos próprios em infraestrutura de telecomunicações. Estes investimentos serão feitos pela Claro, por meio da instalação de novas antenas em áreas rurais brasileiras.

Esta solução, chamada Campo Conectado, permite a geração, o cruzamento e o tratamento de dados por meio de análise em tempo real (analytics), autoaprendizado das máquinas (machine learning) e da inteligência artificial para a tomada de decisões em tempo real. Com a cobertura no campo, as operações ficam mais inteligentes, aumentando a eficiência, melhorando a competitividade e a sustentabilidade da produção, além de abrir portas para outros usos, como telemedicina e educação à distância. 

“As torres, estações, conexões são investimentos que Claro já tem aprovado e esperam apenas que digamos onde serão colocadas. Os agricultores que querem ter a conectividade poderão acessar por um custo de R$ 20 por hectare a cada ano, como se fosse uma assinatura. A partir daí, ele pode se conectar quantas máquinas quiser, basta que as máquinas tenham o modem, como as que forma produzidas pela John Deere a partir de 2015, mas mesmo as que não têm, já estamos preparando um kit conectividade para a instalação”, disse Paulo Herrmann, presidente da John Deere Brasil.

Herrmann classificou a iniciativa como um divisor de águas para agricultura conectada brasileira, fundamental para o aumento de produtividade e competitividade do agro nacional.

“A conectividade é um dos principais desafios no interior do Brasil e nós estamos assumindo o compromisso de impulsionar a cobertura do sinal no campo, o que significa um aumento de alcance para mais 15 milhões de hectares produtivos em áreas rurais”, diz José Felix, presidente da Claro. Hoje em dia, a operadora já tem mais de 85 milhões de hectares cobertos no território nacional.

Os concessionários John Deere de todo o Brasil vão receber a demanda para acionar a Claro e estabelecer os pontos que são economicamente viável para a instalação de antenas e pontos de conexão. “Entramos em uma nova etapa dessa revolução. É a etapa da transformação digital que deve promover o crescimento sustentável e exponencial da atividade, abrindo novas perspectivas para o desenvolvimento do Brasil. A Claro Smart Agro fez com que a Claro virasse um agente relevante para a transformação digital no campo. Com o Campo Conectado, o produtor poderá solicitar a instalação de estrutura de internet sem investimento inicial, contratando apenas o serviço de hectare conectado”, explicou Felix. 

Internet das Coisas

A Claro informou que o serviço trará inovações para a Agricultura Digital e Silos Conectados. Nessas soluções, dados relevantes como umidade do solo e do ar, temperatura, índices de NDVI (Normalized Difference Vegetation Index – que fornecem informações sobre a saúde da vegetação, evapotranspiração das plantas) e informações meteorológicas são coletados por meio de sensores conectados à rede celular. Esses dados são tratados com o uso de análise de dados e fornecem informações importantes para o gerenciamento das atividades agrícolas, possibilitando o diagnóstico para medidas corretas sobre irrigação, pulverização e até para controle e manutenção da qualidade do grão armazenado.

“O Campo Conectado tem um padrão de conectividade desenvolvido para permitir maior expansão de sinal por antena. Os dados trafegam de forma otimizada, possibilitando o amplo alcance de sinal, com maior largura de banda, menor latência (tempo necessário para que um pacote de dados passe de um ponto para o outro) e economia de energia”, disse comunicado da empresa enviado para jornalistas.

Com o Campo Conectado e o gerenciamento das propriedades em tempo real, são previstos menores gastos em sementes, utilização mais racional de fertilizantes e defensivos agrícolas, diminuição de uso de combustível fóssil, redução de perdas agrícolas e aumento da rastreabilidade na cadeia alimentar. 

“A tecnologia 4.0 é gestão dos dados e coleta das informações, já a tecnologia 5.0 é a que utiliza a informação em tempo real. Por exemplo, um plantio onde deveria ter 5 sementes por metro, mas está plantando apenas 4. Na tecnologia 4.0 a gente saberia que ocorreu, mas depois do plantio, no entanto, na 5.o é possível corrigir essa informação e aumentar a produtividade, melhorando o uso de insumos”, disse o diretor de vendas da John Deere, Rodrigo Bonato.

A operacionalização e aplicação dos serviços será feito pela Rede de Concessionários John Deere em colaboração com a empresa SOL Intermediação de Negócios e Gestão de Ativos. “Nosso papel é apoiar a Rede de Concessionários John Deere no entendimento das necessidades dos clientes e apresentar a eles as soluções mais adequadas dentro do portfólio de conectividade oferecido pela Claro, a fim de melhorar a produtividade”, destaca Rodrigo Oliveira, CEO da Sol.

Segundo as empresas, a partir de 5 de janeiro os representantes das concessionárias John Deere estarão aptos a orientar e solicitar o serviço de conectividade para qualquer parte do Brasil. E, apesar da parceria, a internet disponível poderá ser utilizada em qualquer máquina que tenha tecnologia embarcada.

 

Outras Notícias

Cotações do Dia
Milho
17 de Junho
Valor
Atualizado:
Valor: R$ 79.00
Atualizado: 10:05
Soja
17 de Junho
Valor
Atualizado:
Valor: R$ 144.00
Atualizado: 10:05
Trigo
17 de Junho
Valor
Atualizado:
Valor: R$ 79.00
Atualizado: 10:06
Contato
Agrícola (44) 3528-5242 / Indústria (44) 3528-5249
Av. Tupassi, 979 - Jd Paraná - Assis Chateaubriand - PR
Redes Sociais
Tecnologia e desenvolvimento