Av. Tupassi, 979 - Jd Paraná - Assis Chateaubriand - PR
Agrícola (44) 3528-5242 / Indústria (44) 3528-5249
Você está em: Página Inicial > Notícias > Conteúdo da Notícia
Canal Rural - Uol | 16/11/2020 - 10:23
As notícias que você precisa saber agora para começar bem a segunda-feira
Dados positivos da economia chinesa animam mercados. No Brasil, expectativa após eleições é de que agenda de reformas seja retomada

  • Boi: indicador do Cepea volta a superar R$ 290 por arroba
  • Café: arábica tem recuperação interrompida em Nova York

  • No Exterior: dados econômicos positivos na China animam mercados

  • No Brasil: investidores esperam retomada das reformas após eleições

Agenda:

 

  • Brasil: balança comercial das duas primeiras semanas de novembro

  • EUA: inspeções semanais de exportação (USDA)

  • EUA: condições das lavouras norte-americanas (USDA)

Boi: indicador do Cepea volta a superar R$ 290 por arroba

O indicador do boi gordo do Cepea subiu de R$ 288,55 para R$ 291,80 por arroba, uma alta diária de 1,1%. Na B3, os contratos futuros tiveram novas baixas no ajuste diário. O ajuste do contrato para novembro passou de R$ 289,50 para R$ 289,05, enquanto o de dezembro foi de R$ 285,45 para R$ 285,4. Chama atenção o vencimento para janeiro de 2021, que teve a máxima do ajuste em 6 de novembro a R$ 289 por arroba e caiu para R$ 272,55 em cinco pregões.

Milho: preços seguem estabilizados no Brasil

De acordo com o levantamento diário da consultoria Safras & Mercado, o mercado brasileiro de milho teve um dia de preços pouco alterados e ritmo de comercialização calmo. O suporte às cotações segue sendo dado pela estratégia de oferta ajustada à demanda. No porto de Santos, a cotação ficou em R$ 75/83 por saca e no porto de Paranaguá em R$ 75/78.

O indicador do milho do Cepea, com base nos preços de Campinas (SP), subiu de R$ 80,55 para R$ 80,74 por saca. Na B3, os contratos futuros tiveram comportamento misto com o ajuste do novembro passando de R$ 80,18 para R$ 80,30 por saca e do janeiro de 2021 de R$ 80,11 para R$ 79,96.

Soja: cotações voltam a subir em Chicago; mercado monitora clima

Os contratos futuros da soja na bolsa de Chicago voltaram a apresentar alta após realização de lucros que gerou baixas no pregão do dia anterior. Dessa forma, o vencimento para janeiro de 2021 registrou um avanço semanal superior a 4%. A demanda pela soja norte-americana e as preocupações do mercado com o desenvolvimento das lavouras no Brasil e na Argentina em virtude de questões climáticas sustentam as cotações.

No Brasil, a consultoria Safras & Mercado segue reportando referências apenas nominais de preços e oscilações regionais com poucos negócios. Além disso, a indústria já não apresenta tanto interesse. Em Passo Fundo (RS), a saca caiu de R$ 174,50 para R$ 173,50 e no porto de Paranaguá subiu de R$ 158 para R$ 159.

Café: arábica tem recuperação interrompida em Nova York

Os futuros do café arábica na bolsa de Nova York recuaram após três pregões consecutivos de alta. O vencimento para dezembro caiu 0,66% para US$ 1,122 por libra-peso. O mercado segue apresentando alta volatilidade e monitorando o clima em regiões produtoras importantes.

No Brasil, o mercado segue com comercialização em níveis baixos de acordo com a consultoria Safras & Mercado. Apesar das quedas no exterior e a ligeira baixa do dólar em relação ao real, os preços no mercado brasileiro ficaram estáveis. O arábica bebida boa com 15% de catação ficou cotado a R$ 540/545 a saca no sul de Minas Gerais.

No Exterior: dados econômicos positivos na China animam mercados

Os mercados globais operam em alta no início desta semana impulsionados por dados positivos da economia na China. A produção industrial chinesa cresceu 6,9% nos 12 meses terminados em outubro, número superior ao projetado pelo mercado. No mesmo período, as vendas do varejo cresceram 4,3%. Além dos dados chineses, o PIB do Japão no terceiro trimestre também teve desempenho superior às projeções.

Destaque também para a assinatura de um acordo de livre comércio que envolve até 15 economias asiáticas importantes, com exceção da Índia. O acordo foi denominado de Parceria Econômica Regional Abrangente (RCEP). Após cerca de oito anos de negociações, o maior bloco comercial do mundo foi finalmente fechado. O tratado reúne agora um terço da economia global, 2,2 bilhões de pessoas e uma produção total no valor de US$ 26,2 trilhões.

No Brasil: investidores esperam retomada das reformas após eleições

A expectativa dos investidores é de que passadas as eleições, o Governo Federal e o Congresso retomem as discussões para as reformas que ficaram paradas nos últimos meses. A PEC Emergencial, que traz a redução de jornadas e salários de servidores públicos, a PEC do Pacto Federativo, além do Orçamento de 2021, são os principais destaques a serem votados até o final deste ano. A Reforma Tributária ficaria para 2021, mas a projeção é que as comissões sejam iniciadas já em 2020.

Outras Notícias

Cotações do Dia
Milho
30 de Novembro
Valor
Atualizado:
Valor: R$ 69.00
Atualizado: 14:13
Soja
30 de Novembro
Valor
Atualizado:
Valor: R$ 148.50
Atualizado: 14:12
Trigo
30 de Novembro
Valor
Atualizado:
Valor: R$ 72.00
Atualizado: 14:13
Contato
Agrícola (44) 3528-5242 / Indústria (44) 3528-5249
Av. Tupassi, 979 - Jd Paraná - Assis Chateaubriand - PR
Redes Sociais
Tecnologia e desenvolvimento